Entenda as diferenças entre os sistemas de ar-condicionado, dicas e cuidados.


O ar-condicionado automotivo tornou-se um equipamento quase indispensável em um país tropical como o Brasil. Ele regula a temperatura interna do veículo, também impede que os vidros fiquem embaçados nos dias chuvosos e pode barrar a entrada de fumaça e poeira no interior do veículo.


Os veículos podem vir com diferentes tipos de Ar-condicionado, como: Manual ou analógico, Digital, Digital Automático, Digital Automático duas zonas (Dual Zone), Digital Automático três ou quatro zonas.


MODELOS DE SISTEMAS DE AR CONDICIONADO AUTOMOTIVO:


Manual ou analógico: Este é o modelo mais simples, é caracterizado pela regulagem da temperatura com o comando que vai da escala azul (frio) a vermelha (quente). Não é possível estabelecer o valor exato da temperatura dentro do veículo, a regulagem fica a critério do usuário achar a sensação térmica mais confortável para os ocupantes.


Digital: Semelhante ao modelo analógico, a diferença é que o digital permite selecionar a temperatura exata que sairá pelos dutos de ar.


Digital automático: Este modelo regula automaticamente a velocidade do fluxo e a temperatura do ar que sai dos dutos de acordo com a seleção dos ocupantes. Permitindo melhor distribuição do ar no interior do veículo, controlando também a variação no fluxo de ar para que não haja variação na temperatura.


Digital automático duas vias: Além das características citadas nos modelos anteriores, no modelo de duas zonas (Dual Zone) é possível ajustar temperaturas diferentes para o motorista e passageiro do banco da frente.


Digital automático de três ou quatro zonas: Estes modelos são similares ao duas zonas, com a vantagem de que o modelo de três zonas conta também com uma regulagem independente para os passageiros do banco traseiro. E no sistema com quatro zonas (Quadrizone) há também duas regulagens independentes para os passageiros de trás.

MANUTENÇÃO E CUIDADOS PARA PROLONGAR A VIDA ÚTIL E TAMBÉM A QUALIDADE DO AR QUE CIRCULA NO INTERIOR DO VEICULO:



O ar-condicionado, assim como outros equipamentos do automóvel requer manutenção. No caso especifico, além do prazo já indicado no manual que em média é indicado de seis meses ou 30 mil quilômetros, alguns sinais também podem indicar o momento necessário para a manutenção. Como: Lentidão para resfriar o interior do veículo, mal cheiro, e irritação das vias nasais.

Higienização- Um dos principais cuidados que se deve ter com o ar-condicionado! Pois quando não se toma algumas medidas preventivas, ele pode se tornar foco de fungos, ácaros e bactérias.

A higienização do equipamento é bem simples: o filtro de cabine deve ser trocado pelo menos uma vez por ano. Para veículos que transitem constantemente em estradas de terra, o filtro deve ser verificado com maior frequência. A tubulação do sistema também deve ser limpa periodicamente em uma oficina especializada

Cuidados- No inverno e dias mais frios o uso do ar-condicionado normalmente é esquecidos pelos proprietários de automóveis, o que é prejudicial para o sistema, pois é composto por várias peças que necessitam de lubrificação e serão prejudicadas se o sistema ficar parado por muito tempo. É importante lembrar de ligar o ar-condicionado pelo menos uma vez por semana ou a cada 10 dias por uns três a cinco minutos.

Atenção- O ar condicionado automotivo é formado por diversos componentes, como compressor, polias, correia, termostato, válvula de expansão, mangueiras e conexões, filtros etc. Caso perceba alguma anomalia ou desconfie de algum vazamento, procure rápido uma oficina especializada e de confiança.

Rua Padre Adelino, 1059 - Belenzinho 
São Paulo-SP - 03178-200

11 2605-5171

Horarios:
Segunda a Sexta: 8h00 às 18h00
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram Tecnicar

© 2019 Tecnicar Reparos Automotivos - todos os direitos reservado - by Buzzetti Ass. Marketing